Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu



"Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu" é o terceiro pedido que fazemos na oração que nosso Senhor nos ensinou.

Ao assim orarmos, pedimos que seja feia a vontade de Deus em nossas vidas. Mas que vontade é essa?

Há uma vontade oculta em Deus, que diz respeito aos seus desígnios, que independem do nosso desejo para que se cumpram, como por exemplo, o fato d'Ele ter enviado o seu Filho ao mundo. Não dependia de nós desejarmos ou não, pedir ou não, o Pai iria mandar o seu Filho, bem como o Filho retornará mais uma vez. Embora isso faça parte da vontade soberana de Deus, não significa que não podemos ansiar por ela.

Além do que também há aspectos da vontade divina que se cumprirão em nossas vidas, e nessa oração expressamos nossa conformidade a ela, como por exemplo, dificuldades que o Senhor permite ou determina em nossas vidas.

Entretanto, é bem mais possível que a oração diga respeito à vontade moral de Deus, sendo cumpria espontaneamente na terra assim como ela é cumprida no céu. O cumprimento dos mandamentos, como o de amar como Cristo amou, se realizando em nosso meio.

Mas alguém pode perguntar: se diz respeito à vontade moral de Deus sendo cumprida na terra, isso não deveria vir em formato de oração à Deus, mas sim em exortação aos homens.

Sim, é verdade. Tais exortações devem existir. Mas o modo como o Senhor nos ensina a orar não deixa de ser também uma certa exortação aos orantes, no sentido de que devem viver aquilo que estão pedindo. E assim, o Senhor concederá ainda maior graça para que se possa viver o cumprimento de tal vontade.

E assim também se complementa o pedido para que "venha a nós, o teu reino". Afinal, no reino, a vontade de Deus é plena e voluntariamente cumprida, pois o reino é "paz, justiça e alegria no Espírito Santo".

Que possamos a cada dia ansiar pelo cumprimento da vontade de Deus em nós e no mundo!

Leia também:




Postagens mais visitadas deste blog

Santificado seja o teu nome

Pai nosso que está nos céus