Bem aventurados os perdoados

Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.
Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano.

Salmos 32:1,2

Ser bem aventurado, segundo as Escrituras Sagradas, é ser uma pessoa feliz. Feliz do ponto de vista divino. Feliz do ponto de vista de Deus.

Geralmente quando pensamos em felicidade, logo pode vir a cabeça ter uma boa vida, com casa, família constituída, ou ter fama, dinheiro, estar sentimentalmente satisfeito, entre outras coisas.

Tudo isso é muito importante, sem dúvida alguma. Entretanto, o salmista irá nos dizer que bem aventurado é aquele que foi perdoado pelo Senhor.

Ora, “só isso”, alguém pode se perguntar.

Sim. Pare para pensar um pouco. Você já reparou que boa parte da infelicidade humana parece ter sua origem no pecado humano? Medite nos exemplos. Uma pessoa que é traída por um amigo, outro que é caluniado, outro sofre adultério, outro passa fome, outro que teve o filho ou alguém querido assassinado, e assim sucessivamente. Ou seja, geralmente o que nos deixa infelizes são os atos pecaminosos de outras pessoas para conosco, sem deixar de levar em consideração que também erramos para com o nosso próximo.

Por isso, ser perdoado dos nossos pecados e os ter removidos faz de nós pessoas bem aventuradas. Isso abre a possibilidade de buscarmos construir nossas vidas de um modo abençoado pelo Senhor, sem precisar viver sob a pressão do mal.

Ocorre que para Deus não imputar o pecado em alguém (ou seja, para que a “conta do pecado” fosse paga), outro precisou “pagar”. Se Deus fosse cobrar a conta de cada um de nós, seria impossível quitar tal dívida. Quanto custaria pagar o preço de pecar contra o Deus Santo e Eterno? Impossível calcular. Por isso que, segundo as Escrituras, Ele deu seu Filho unigênito ao mundo para nos salvar (João 3.16). A partir do momento em que você confia em Jesus para o perdão dos seus pecados, você é salvo e perdoado. Seus pecados foram colocados (imputados) sobre Cristo, e a justiça de Cristo, imputada a você. Isso é ser “justificado pela fé” (Efésios 2.8).

Uma vez perdoados e limpos dos nossos pecados, o Espírito Santo vem habitar em nosso ser, nos tornamos templos d’Ele, e ele produz em nós a paz que excede todo o entendimento, além de nos conceder o seu fruto (Gálatas 5.22). Por isso, podemos dizer com o salmista: bem aventurados aqueles que por Deus forem perdoados!

Faça uma oração pedindo perdão a Deus pelos seus pecados e confessando que confia em Jesus para perdão dos teus pecados! Isso irá transformar tremendamente a sua vida!