Aprendendo com Barnabé



Leituras: Atos 4.36; 9.20-31; 11.19-26




Esboço da mensagem:


1 - Barnabé se consagrou à igreja (Atos 4.36): colocou seus bens à disposição dos apóstolos. Os fiéis não eram obrigados a fazer isso, mas ele assim agiu. Assim também temos que ser pessoas consagradas, com tudo o que temos.

2 - Ele se posicionou em favor de Paulo e o apresentou aos apóstolos (Atos 9.27). Todos desconfiavam de Paulo, por conta de seu histórico de perseguição à igreja, entretanto, Barnabé o defendeu. Para fazer isso, ele deve ter parado primeiramente para ouvir Paulo. Assim também nós, antes de acusarmos, temos que ouvir as pessoas e lhes dar uma oportunidade de demonstrar que mudaram (ou que foram mudadas por Deus).

3 - Barnabé também resgatou o ministério do apóstolo Paulo (Atos 11.19-26). Paulo tinha sido mandado de volta para Tarso e de lá não se ouve mais falar nele. Barnabé foi enviado pelos apóstolos para pastorear a igreja em Antioquia, e se lembrou de Paulo, chamando-o para ajudá-lo. Nos dias de hoje, por diversos motivos, muitas pessoas acabam sendo afastadas do ministério. Talvez possamos ser o "Barnabé" na vida de alguém, resgatando tais pessoas para o trabalho no Senhor.

4 -  Barnabé foi aquele que perdoou o fracasso de João Marcos, mesmo enfrentando a oposição do próprio apóstolo Paulo (Atos 13.1-5; 13). Mais tarde, no final de seu ministério, Paulo reconhece a importância de Marcos (2 Timóteo 4.11). Assim como Paulo havia sido resgatado por Barnabé, cumpria a ele fazer o mesmo com Marcos, mas no início, ele preferiu se apartar. Nós também precisamos dar uma nova chance àqueles que em algum momento falharam, e Barnabé nos ensina essa lição.

Postagens mais visitadas deste blog

Jesus, o nosso exemplo de humildade!

Murmuradores

Santificado seja o teu nome