Vigiai por todos os santos


"... vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos" (Efésios 6.18b)


Vivemos no meio de uma batalha espiritual.

Uma batalha pela mente das pessoas.


Cada qual corre o risco de ser seduzido por aquilo que mais lhe atrai.

Uns querem uma vida sossegada, estabilizada, descompromissada. Outros não se libertaram ainda do prazer de determinados vícios. Outros, constantemente são assaltados pela dúvida, medo e insegurança de estarem realmente ou não fazendo a coisa certa. Há também os que são viciados no trabalho, e só desejam acumular para si. E por aí vai.

Todos nós passamos por diversas lutas, a cada momento.

Um dos erros atuais que cometemos é a nossa falta de oração. Relegamos tudo a algum tipo de super líder, achando que ele pode resolver todos os problemas alheios.

Mas não é verdade.

A nossa maior batalha é em oração, e pela vida de todos.

Uma das maiores bençãos em uma comunidade de discípulos é realmente esta oportunidade de constantemente orarmos e vigiarmos uns pelos outros.

Paulo nos ordena a vigiar com toda perseverança.

Perseverança pois é muito comum nos dedicarmos à diversas coisas, menos à oração.

Também devemos suplicar por todos os santos.

Isso significa que cada membro da igreja deveria ter uma lista de pessoas pelas quais constantemente estar orando, o tempo todo.

Você já tem a sua?

Você tem orado todo o tempo, e vigiado constantemente pelos seus irmãos?

Você se envolve o suficiente para se importar com eles?

Tenha um caderno de orações. Faça uma ficha. Coloque o nome de todas as pessoas da sua comunidade, família e amigos, e comece a adotar a prática de, pelo menos quinze minutos por dia, orar por todos eles. Se não der tempo em um dia de orar por todos, você continua no outro.

Um dos maiores sinais de amor pela vida de alguém é orar por ela.

Fica lançado o desafio para cada um de nós!