A raiz de todos os males


É difícil entender porque o apóstolo Paulo nos diz que “o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males”.

Isso porque parecem existir muitos pecados que não tem origem necessariamente no amor ao dinheiro, pelo menos não diretamente.

Por exemplo, uma criança desobediente aos seus pais, um homem que comete adultério, alguém de uma religião idólatra.

Algo que parece que o dinheiro dá a quem o possui é uma sensação de total liberdade, independência e poder. E, se pararmos para analisar, não foi esse o pecado do primeiro homem?

Logo, o amor ao dinheiro parece reproduzir as mesmas tendências do primeiro ser humano: ser como Deus, ter uma independência do Criador. Além do que, isso confirma cabalmente as palavras do nosso Senhor que chamou o dinheiro de Mamon, um tipo de deus rival.

Postagens mais visitadas deste blog

Jesus, o nosso exemplo de humildade!

Murmuradores

Santificado seja o teu nome